REDES SOCIAIS AMIS Facebook Twitter Youtube

AMIS



Padarias registram aquecimento nos negócios - 06/04/2018



Após quatro anos de quedas consecutivas, o setor de panificação registrou crescimento no fluxo de consumidores e no faturamento em 2017. Segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira da Indústria da Panificação (Abip), em parceria com o Instituto Tecnológico de Panificação e Confeitaria (ITPC), com cerca de 400 empresas de 19 estados, de diferentes portes e modelos de atuação, o setor faturou R$ 90,3 bilhões, um aumento nominal de 3,2% em relação a 2016.

 

Além disso, as empresas pesquisadas registraram um aumento no fluxo de clientes de 1,36% em 2017, sendo que 57% das empresas ouvidas apresentaram aumento no número de clientes e 65% também registraram crescimento no tíquete médio, o que ajudou nos números positivos desses índices.

O presidente do Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão), Vinícius Dantas, atribuiu o crescimento às mudanças de hábitos dos consumidores que, por questões de necessidade econômica, começaram a realizar compras pequenas e mais frequentes. “O setor de panificação foi favorecido por ter lojas de vizinhança, mais próximas e com valores pequenos e que atendem ainda à diminuição da disponibilidade de tempo dos clientes para grandes filas, por exemplo”, explicou Dantas.

O número médio de funcionários por padaria também aumentou, puxado pela demanda de atender mais clientes e chegou a 12 trabalhadores por estabelecimento, segundo o levantamento da Abip. A projeção é que o segmento seja responsável por cerca de 800 mil empregos diretos e 1,8 milhão de forma indireta, nas cerca de 70 mil padarias e confeitarias existentes no Brasil.

Expectativas 

 Para este ano, o setor de panificação projeta manutenção do crescimento e da competitividade. De acordo com os dados da pesquisa, as indústrias de congelados, que cresceram nos últimos 15 anos, permitiram uma ampliação do número de pontos de venda que vendem ou revendem produtos panificados, o que ampliou a concorrência para as padarias.

As expectativas dos empresários da panificação em Minas Gerais são as melhores para o ano de 2018, com foco na atração dos clientes. “A panificação está otimizando e se preparando para buscar o consumidor com um posicionamento mais agressivo, principalmente na precificação. Nossa expectativa é de um crescimento contínuo para este ano”, destacou o presidente da Amipão.

– Outro ponto verificado pela pesquisa é a aposta das padarias na produção própria para se diferenciar no mercado. Embora em um índice menos que em 2016, essa produção puxou o crescimento do setor, representando 5,4% em 2017, frente aos 11,2% apurados em 2016. Por outro lado, os dados mostram que a revenda caiu 0,7% no período.

Entre as empresas pesquisadas, as vendas de produção própria representaram 64% do volume de faturamento, o equivalente a R$ 57,7 bilhões, enquanto os itens de revenda foram responsáveis por 36% do faturamento, números próximos aos registrados em 2016.

“Há uma tendência em investimentos em produtos artesanais. O conhecimento tecnológico que facilita a comunicação e o aprendizado permite a inserção desses produtos dentro da área de fabricação das padarias, para agregar valor para os clientes que conhecem novos produtos”, disse Vinícius Dantas.

(Fonte: Diário do Comércio)


ONDE ESTAMOS

Rua Levindo Lopes, 357 - 6º andar - Funcionários Belo Horizonte - MG

EMAIL

amis@amis.org.br

LIGUE

(31) 2122-0500
Facebook Twitter Youtube



© Copyright 2013 - AMIS - Associação Mineira de Supermercados. Todos os direitos reservados.