REDES SOCIAIS AMIS Facebook Twitter Youtube

AMIS



Walmart e Rakuten se aliam para desafiar Amazon - 29/01/2018



A gigante americana do varejo Walmart vai promover sua maior investida até hoje na venda de alimentos na Ásia, via internet, por meio de uma aliança com a Rakuten, do Japão. Com a medida, a companhia intensifica seus esforços para enfrentar a ascensão da Amazon no front alimentício.

 

O negócio, anunciado em Tóquio pelos presidentes de ambas as empresas, chega depois de a Amazon ter comprado a rede de supermercados Whole Foods, por US$ 13,7 bilhões, em 2017, para tentar romper o domínio do Walmart no varejo de alimentos dos Estados Unidos.

 

Agora, os dois rivais vão levar a batalha para o mercado japonês de entregas de alimentos comprados pela internet, cujas vendas anuais são estimadas em 2,1 trilhões de ienes (US$ 19,2 bilhões) e para o qual se espera rápido crescimento, em razão da expansão da força de trabalho feminina e do envelhecimento da população.

 

O diretor-presidente do Walmart, Doug McMillon, busca remodelar o grupo e criar uma varejista capaz de operar em todos os canais de venda. Um dos passos de maior destaque foi a compra da empresa de comércio eletrônico Jet.com, em 2016. A transação reforçou suas operações de entrega de encomendas on-line, ao trazer novos funcionários e permitir formar alianças com serviços como Uber e Lyft para entregar alimentos e oferecer serviços mais rápidos.

 

Analistas dizem que Walmart e Amazon vão ter dificuldade em entrar no mercado varejista de alimentos do Japão, uma vez que os consumidores preferem comprar produtos frescos nos supermercados locais. Também há problemas de custo, dada a profunda falta de mão de obra no Japão.

 

"A entrega de alimentos é ó último grande obstáculo para a Amazon no Japão", disse Hirokazu Osawa, diretor do Instituto Japonês de Marketing de Consumo, de Tóquio. "O Walmart e a Rakuten não têm condições de concorrer contra a Amazon em termos de rede de distribuição em massa no Japão, e a Amazon representa uma ameaça enorme, já que vai ficar mais forte do que nunca se puder dominar os alimentos frescos."

 

A Rakuten opera o maior mercado on-line do Japão e vende desde livros e alimentos a carros e imóveis. Em 2016, anunciou receita de 782 bilhões de ienes (US$ 7,1 bilhões), 9,6% a mais que no ano anterior. Sua participação no mercado varejista de internet, no entanto, caiu para 18,5% em 2017, enquanto a da Amazon subiu para 23%, de acordo com a empresa de pesquisa Euromonitor. Há cinco anos, a Rakuten dominava o mercado com participação de 21%, enquanto a Amazon, que entrou no Japão no ano 2000, tinha 18%.

 

A ofensiva do Walmart em uma categoria dominada pela Amazon ocorre apesar dos sinais de desaceleração do segmento. As vendas de livros eletrônicos nos EUA, segundos os dados de 1,2 mil editoras, caíram 5,3% nos oito primeiros meses 2017 em comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com a Associação das Editoras Americanas.

 

(Fonte: Valor Econômico)
Link: http://www.valor.com.br/empresas/5287229/walmart-e-rakuten-se-aliam-para-desafiar-amazon-no-japao

 


ONDE ESTAMOS

Rua Levindo Lopes, 357 - 6º andar - Funcionários Belo Horizonte - MG

EMAIL

amis@amis.org.br

LIGUE

(31) 2122-0500
Facebook Twitter Youtube



© Copyright 2013 - AMIS - Associação Mineira de Supermercados. Todos os direitos reservados.