REDES SOCIAIS AMIS Facebook Twitter Youtube

AMIS



CCPR vai recomprar fatia da Vigor na Itambé - 21/09/2017



A Cooperativa Central dos Produtores Rurais de Minas Gerais Ltda (CCPR) confirmou nesta quarta-feira (20) que decidiu exercer o seu direito de preferência para recomprar da Vigor Alimentos S.A. a participação de 50% no capital da Itambé Alimentos S.A..

 

No começo de agosto, a J&F vendeu sua controlada Vigor à mexicana Lala Foods, por R$ 5,725 bilhões, valor que inclui dívidas. O negócio também incluiu a Itambé, na qual a Vigor tem 50% do capital. Na ocasião, a Lala anunciou a compra de até 100% da Vigor e, direta ou indiretamente, de até 100% da Itambé.
 

A opção de recompra da participação pela CCPR, no caso da venda da Vigor, estava prevista no acordo de acionistas acertado entre as partes em 2013, quando a Vigor adquiriu 50% da Itambé da CCPR, por R$ 410 milhões.

 

 A decisão da CCPR de recomprar a participação da Vigor na Itambé foi antecipada pelo Valor na semana passada.

 

Em comunicado divulgado ontem, a CCPR informa que foi notificada para se pronunciar sobre "o exercício de seu direito de venda conjunta, pelo qual poderia vender sua participação de 50% no capital da Itambé, ou sobre o exercício do seu direito de preferência, pelo qual poderia comprar a participação de 50% no capital da Itambé detida pela Vigor, sempre nos mesmos termos e condições negociados entre o Grupo Lala e o Grupo JBS.

 

"A CCPR optou por exercer seu direito de preferência e adquirir a participação de 50% detida pela Vigor na Itambé, efetuando a notificação na data de hoje", diz a nota.

 

Segundo apurou o Valor, agora a CCPR tem 30 dias para pagar a fatia que irá recomprar da Vigor. A central não informou como financiará a operação.

 

No negócio anunciado entre a mexicana Lala e a J&F, os 100% da Itambé foram avaliados em R$ 1,4 bilhão e os 100% da Vigor em R$ 4,3 bilhões, segundo fontes a par da operação. O valor de R$ 1,4 bilhão atribuído à Itambé inclui dívidas de R$ 200 milhões da empresa, conforme as fontes. Uma pessoa a par das negociações disse que a CCPR contratou o Banco do Brasil para buscar um sócio (empresa ou fundo de investimento) que bancaria integral ou parcialmente os recursos necessários - cerca de R$ 600 milhões, valor sujeito a ajustes - para a recompra da participação da Vigor na Itambé. No caso de o eventual sócio financiar só parte da recompra, o BB disponibilizaria linhas de crédito para complementar o valor a ser pago pela fatia de 50%.

 

Outra possibilidade, disse outra fonte familiarizada com o tema, seria a CCPR financiar a recompra com um empréstimo de cerca de R$ 500 milhões junto a um pool de bancos liderado pelo BB. O restante seria financiado com a entrada de um fundo no capital da Itambé, segundo a mesma fonte. Procurado, o Banco do Brasil não comentou.

 

Com a decisão de recomprar a fatia da Vigor na Itambé, a CCPR quer voltar a ter força no comando da empresa de lácteos, uma vez que perdeu poder na companhia quando vendeu a participação de 50% para a Vigor.

 

No comunicado de ontem, a central de cooperativas afirma que "defende condições vantajosas para o fornecimento de leite da CCPR e uma valorização positiva das ações da Itambé, visando o fortalecimento das cooperativas associadas e produtores rurais". Procurada, a Vigor não se posicionou.

 

A recompra da fatia da Vigor na Itambé pela CCPR vai reduzir o valor do negócio entre Lala e J&F. A operação ainda não está concluída, pois estava sujeita à decisão da central de cooperativas sobre se venderia sua fatia, continuaria como sócia ou optaria pela recompra da participação da Vigor.

 

Analistas do segmento de lácteos avaliam que a saída da Itambé do negócio significará um prejuízo para a Lala. Isso porque a mexicana não contará com a oferta de leite dos produtores das 31 cooperativas associadas da CCPR que fornecem a matéria-prima para a Itambé. A intenção da Lala de ter uma maior diversificação regional no país também pode ser comprometida.

 

(Fonte: Valor Econômico) 


ONDE ESTAMOS

Rua Levindo Lopes, 357 - 6º andar - Funcionários Belo Horizonte - MG

EMAIL

amis@amis.org.br

LIGUE

(31) 2122-0500
Facebook Twitter Youtube



© Copyright 2013 - AMIS - Associação Mineira de Supermercados. Todos os direitos reservados.