REDES SOCIAIS AMIS Facebook Twitter Youtube

AMIS



Inadimplência cai em MG e em BH - 01/08/2017



A inadimplência recuou em Minas e em Belo Horizonte no primeiro semestre deste ano, com quedas de 4,9% e 4,7%, respectivamente. Em ambos os casos, a redução foi mais significativa que a média nacional, de 0,4%, no período. A informação é de levantamento divulgado ontem pelo Boa Vista Serviço Central de Proteção do Crédito – Boa Vista SCPC.

Segundo a pesquisa, a queda foi mais intensa em Minas no comparativo de junho de 2017 com igual mês do ano passado, chegando a 7,3%. Na passagem de maio para junho, houve recuo de 1,4% no Estado. Em Belo Horizonte, na comparação junho 2016/junho 2017, houve decréscimo de 8,4%. Na Capital, a queda foi de 1,2% no mês de junho em relação a maio.

No País, a queda na comparação anual (junho 2017/junho 2016) chegou a 3,1%. Na comparação de junho com o mês anterior o recuo na inadimplência foi de 0,4%.

Segundo o economista do Boa Vista SCPC Flávio Calife, o dado é positivo, mas veio acompanhado de queda na recuperação de crédito. Aliados, os índices indicam que a redução da atividade econômica permanece.

“O índice de dívidas novas, que mede a inadimplência, está em queda. Mas, ao mesmo tempo, o pagamento das dívidas antigas (recuperação de crédito) também tem redução. Isso mostra a redução da atividade econômica”, reforça.

Mas ele explica que o pior cenário seria se houvesse a queda da recuperação do crédito aliada à alta da inadimplência. “A pesquisa indica redução do consumo e crédito, o que é ruim. Por outro lado, indica que o consumidor não está se endividando”, aponta. Esse quadro, segundo o economista, ajuda muito em um possível momento de retomada econômica e do consumo, o que depende do aquecimento do mercado de trabalho, entre outros fatores. “Quando houver a retomada, o mercado vai encontrar um consumidor mais preparado”, avalia.

Em Belo Horizonte, no acumulado dos seis primeiros meses do ano (janeiro a junho), a recuperação do crédito caiu 2,6%. Na comparação de junho de 2017 com igual mês do ano passado, o recuo foi de 22,6%. Já na comparação de junho com maio, a queda foi de 3,2%

Minas apresentou resultado positivo no semestre, com aumento de 10,8% na recuperação do crédito. Entretanto, no comparativo de junho 2016/junho 2017, houve queda de 20,3%. Na passagem de maio para junho, o recuo foi de 3,2%.

No País, a recuperação do crédito caiu 0,6% no semestre. Na comparação de junho de 2017 com igual mês do ano passado, o recuo foi de 1,4%. Em junho, no comparativo com maio, o decréscimo foi de 0,8%.

Sudeste 

Segundo o economista Flávio Calife, de maneira geral, nas regiões do País a inadimplência está estável ou apresentando queda com relação aos índices do ano passado. No Sudeste, as reduções foram de 1,2% no acumulado do ano; de 5% no comparativo junho 2017/junho 2016; de 0,4% na passagem de maio para junho. Quanto à recuperação de crédito, no Sudeste houve estabilidade no semestre e recuo de 0,4% no comparativo junho 2017/junho2016 e de 0,8% em junho com relação a maio.

Segundo a assessoria de imprensa do Boa Vista SCPC, o indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas, enquanto o indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir das exclusões de registros informadas pelas empresas credoras.

(Fonte: Diário do Comércio) 


ONDE ESTAMOS

Rua Levindo Lopes, 357 - 6º andar - Funcionários Belo Horizonte - MG

EMAIL

amis@amis.org.br

LIGUE

(31) 2122-0500
Facebook Twitter Youtube



© Copyright 2013 - AMIS - Associação Mineira de Supermercados. Todos os direitos reservados.