REDES SOCIAIS AMIS Facebook Twitter Youtube

AMIS



Lucro da Coca-Cola Femsa sobe 12% no segundo trimestre - 25/07/2017



A Coca-Cola Femsa, maior engarrafadora da Coca-Cola na América Latina, informou um crescimento de 11,4% do lucro líquido no segundo trimestre, em comparação a igual período de 2016, para 2,23 bilhões de pesos mexicanos (US$ 126,8 milhões).


 A receita líquida subiu 25,5% de abril a junho, sobre um ano antes, para 50,11 bilhões de pesos mexicanos (US$ 2,85 bilhões). Excluído o efeito cambial, a receita avançou 1,9% no período, impulsionada por altas de preço na maior parte das operações e o aumento de volume no México.


 No trimestre, México e América Central enfrentaram dificuldades devido ao aumento da inflação e instabilidade dos preços de matérias-primas. “Diante de um complicado cenário de consumo, nossa divisão na América do Sul, impulsionada principalmente por um Brasil encorajador, expandiu margens graças ao nosso foco em eficiência e aos ótimos resultados de nossas iniciativas comerciais e de preços acessíveis”, escreveu a companhia em seu balanço.


 As receitas foram impulsionadas pela aquisição da gaúcha Vonpar, no Brasil, em 2016, e pela consolidação das operações nas Filipinas, em janeiro. A empresa fez aumentos de preço em linha ou abaixo da inflação em mercados principais como México, Brasil, Colômbia e Argentina.


Exceto pelo México, o volume comercializado caiu em todos os outros mercados da Coca-Cola Femsa, com recuo de 2,4% no trimestre. A categoria de refrigerantes teve redução de 2,5%, com queda principalmente no Brasil, Colômbia, Filipinas e América Central.


O lucro operacional subiu 8,1% nos três meses até junho, para 6,49 bilhões de pesos mexicanos (US$ 369,3 milhões). O lucro operacional ajustado ficou estável. A margem operacional contraiu 2 pontos percentuais, para 13%, devido a despesas maiores com frete, custos trabalhistas e gastos com combustíveis.

 

 Brasil


No segundo trimestre, a companhia registrou um crescimento de 32,1% na receita líquida do Brasil, em comparação ao mesmo intervalo de 2016, chegando a 12,237 bilhões de pesos mexicanos (R$ 2,184 bilhões).


 O volume aumentou 12,4%, chegando a 166,3 milhões de caixas. As vendas de refrigerantes cresceram no período 14,8%, para 149,8 milhões de caixas. A venda de água avançou 13,2%, para 4,6 milhões de caixas. As vendas de galões de água subiram 8,3%, para 1,3 milhão de unidades. Já as vendas de sucos recuaram 1,3% no trimestre, para 7,7 milhões de caixas.


 O desempenho, de acordo com a companhia, foi favorecido pela incorporação dos negócios da Vonpar, adquirida em dezembro do ano passado pela Spal, controlada da Femsa no Brasil, por R$ 3,51 bilhões. A Vonpar eleva em 25% o volume de bebidas produzidas pela Spal no Brasil, chegando a uma participação de mercado de 49% dos produtos Coca-Cola no país. A empresa também informou que foi favorecida pela apreciação do real em relação ao peso mexicano.


A companhia informou que a receita inclui um faturamento de 2,402 bilhões de pesos mexicanos com cervejas (R$ 428,8 milhões). No trimestre, a receita com a bebida aumentou 58,7%.


No primeiro semestre, a receita líquida da Coca-Cola Femsa no Brasil aumentou 54,4%, para 28,311 bilhões de pesos mexicanos (R$ 5,054 bilhões).


A receita com a divisão de cerveja teve alta de 93,5% no semestre, para 5,927 bilhões de pesos mexicanos (R$ 1,58 bilhão). A companhia não divulgou dados de lucro da Coca-Cola Femsa no Brasil.

 

(Fonte: Valor Econômico) 


ONDE ESTAMOS

Rua Levindo Lopes, 357 - 6º andar - Funcionários Belo Horizonte - MG

EMAIL

amis@amis.org.br

LIGUE

(31) 2122-0500
Facebook Twitter Youtube



© Copyright 2013 - AMIS - Associação Mineira de Supermercados. Todos os direitos reservados.