REDES SOCIAIS AMIS Facebook Twitter Youtube

AMIS



Novas tecnologias geram economia na refrigeração comercial, aponta especialista em palestra da UNIVA - 19/07/2017



A Universidade do Varejo da AMIS (UNIVA) promoveu na tarde desta terça-feira, 18, das 16h às 18h, na sede da Associação Mineira de Supermercados (AMIS), em Belo Horizonte, palestra gratuita para associados. O tema foi refrigeração comercial e o objetivo era qualificar, aperfeiçoar e formar profissionais do setor supermercadista.
 

Ministrada pelo engenheiro mecânico, Rogério Marson, a palestra abordou temas como a eficiência energética, fluidos refrigerantes e as mudanças no mercado de refrigeração comercial. Os supermercadistas tiveram a oportunidade de esclarecer dúvidas e sugestões de como trabalhar de forma sustentável as gôndolas refrigeradas, além de medidas para gerar economia para o estabelecimento.

 

Marson ressaltou a importância do tema tratado, uma vez que o setor vive drásticas mudanças técnicas e legislativas no mercado. “É uma grande oportunidade de alertar as pessoas sobre as drásticas mudanças que estão ocorrendo no setor de refrigeração, seja o engenheiro, projetistas ou proprietários de supermercados, saibam destas mudanças para auxiliar na tomada de decisões”. 

 

 

Economia

 

 

Uma questão que foi debatida na palestra se refere ao uso de expositores frigoríficos fechados. Sendo uma prática ainda recente no Brasil, supermercados como Supermercados BH, Mart Minas, Extra, Walmart e Carrefour adotaram a nova, almejando economia na conta de energia. No entanto, muitos outros supermercados mantêm certa resistência às gôndolas fechadas devido ao receio da perda de venda.

 

Questionado sobre o assunto, Marson ressaltou a importância da opinião do supermercadista devido ao fato de ser um especialista em vendas, mas salienta a quebra deste paradigma no contexto atual de algumas redes de supermercados.

 

“Há três anos, quando as portas começaram a chegar no mercado brasileiro, seja horizontal ou vertical , o impacto foi: isso vai inibir as vendas. A gente acreditava, pois temos o supermercadista como a maior referência em vendas. Mas nós tínhamos uma certeza, que é a economia de energia que os fechamento dos balcões trazem”.

O engenheiro reforça seu argumento dizendo que fora do Brasil, principalmente na Europa, todos os supermercados estão fechando os balcões. Nos EUA, quando o Walmart adotou a utilização dos balcões fechados em suas lojas, constatou que não estava perdendo vendas.

 

Segundo Marson, foi observado que o consumidor começou a levar o produto confiando mais na procedência de conservação, ou seja, isso acabou gerando mais segurança e satisfação para o cliente. “Além disso, observamos que houve queda nas perdas também, pois a carne se conserva muito mais tempo num balcão fechado do que no aberto. Então, acho que se quebrou esse paradigma de que porta fechada inibe a venda”, disse Mansur.  


ONDE ESTAMOS

Rua Levindo Lopes, 357 - 6º andar - Funcionários Belo Horizonte - MG

EMAIL

amis@amis.org.br

LIGUE

(31) 2122-0500
Facebook Twitter Youtube



© Copyright 2013 - AMIS - Associação Mineira de Supermercados. Todos os direitos reservados.