REDES SOCIAIS AMIS Facebook Twitter Youtube

AMIS



Resultado da Coca-Cola Femsa mais do que dobra no trimestre - 27/04/2017



A Coca­-Cola Femsa, maior engarrafadora da Coca­Cola na América Latina, reportou um crescimento de 145,5% no lucro líquido atribuído aos controladores no primeiro trimestre, em comparação ao mesmo intervalo de 2016, chegando a 5,887 bilhões de pesos mexicanos (US$ 312,6 milhões).

 

O lucro diluído por ação foi de 2,84 pesos mexicanos, também com incremento de 145,5% na comparação anual.

 

Em janeiro deste ano, a Coca-­Cola Femsa assumiu o controle da operação nas Filipinas, ampliando seu resultado financeiro. A companhia também informou que a aceleração das vendas no México, ofuscada em parte por um cenário ainda difícil de vendas no Brasil e na Colômbia, contribuiu para o crescimento no primeiro trimestre.

 

A receita líquida no 1º trimestre avançou 38,4%, para 51,357 bilhões de pesos mexicanos (US$ 2,73 bilhões), com a incorporação dos resultados da operação nas Filipinas e da operação da Vonpar no Brasil, adquirida no ano passado.

 

Excluindo o efeito da variação cambial, a receita aumentou 2,7%, graças sobretudo a reajustes de preços e ao aumento no volume vendido no México.

 

Em volume, houve queda de 4% em vendas no primeiro trimestre. A categoria de refrigerantes teve redução de 4,4%, com queda principalmente no Brasil, na Colômbia, na Argentina e nas Filipinas. Essa queda foi compensada em parte com aumento nas vendas no México. As vendas de água caíram 8,3% e as vendas de outras bebidas encolheram 0,8%.

 

O lucro operacional cresceu 24,1%, para 6,090 bilhões de pesos mexicanos. Excluindo o efeito da variação cambial, o aumento foi de 7,2% no trimestre.

 

Heineken

A Femsa informou que recebeu uma notificação oficial da Heineken, comunicando sua intenção de encerrar o acordo comercial com a Coca­Cola Femsa e todas as demais distribuidoras da Coca­Cola no Brasil.

 

Segundo a Femsa, a Heineken anunciou que, por conta da aquisição do negócio da Brasil Kirin no Brasil, a empresa pretende fortalecer a estrutura de distribuição de bebidas da Brasil Kirin no futuro, deixando de fazer a distribuição de bebidas por meio das distribuidoras da Coca­Cola. O contrato entre as duas companhias acabaria em 2022.

 

A Femsa informou que avalia os próximos possíveis passos a serem tomados em função da decisão da Heineken. “Enquanto isso, vamos continuar fazendo a distribuição dos produtos da Heineken”, afirmou a companhia em comunicado.

 

A Heineken informou na semana passada que pretendia manter e fortalecer as distribuidoras da Brasil Kirin, após a compra da companhia ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A companhia não deixou claro, no entanto, se encerraria a parceria de distribuição com as engarrafadoras da Coca­Cola no Brasil.(Fonte: Jornal Valor Econômico) 


ONDE ESTAMOS

Rua Levindo Lopes, 357 - 6º andar - Funcionários Belo Horizonte - MG

EMAIL

amis@amis.org.br

LIGUE

(31) 2122-0500
Facebook Twitter Youtube



© Copyright 2013 - AMIS - Associação Mineira de Supermercados. Todos os direitos reservados.