REDES SOCIAIS AMIS Facebook Twitter Youtube

AMIS



J. Macêdo acelera ritmo de investimento em fábricas - 24/03/2017



A J. Macêdo, fabricante de alimentos dona das marcas Dona Benta, Sol e Petybon, vai acelerar neste ano seu plano de investimentos de R$ 500 milhões, em realização desde 2015. Nos últimos dois anos, a companhia investiu R$ 170,4 milhões na modernização de suas fábricas, com foco especial na unidade de São José dos Campos (SP) e na construção de dois silos no moinho de Fortaleza, com capacidade de armazenagem de 40 mil toneladas de trigo.

 

Neste ano, a companhia vai investir R$ 350 milhões na modernização das outras fábricas que possui em Fortaleza, Maceió, Salvador, Simões Filho (BA) e Londrina (PR), bem como na modernização da estrutura de recepção portuária em Salvador. Os investimentos serão feitos com recursos do BNDES e financiamentos bancários.

 

Luiz Henrique Lissoni, presidente da J. Macêdo, estima que esses aportes vão proporcionar melhoria na eficiência das fábricas, elevando a capacidade produtiva de 7% a 10%, sem aumento no número de linhas de produção.

 

O executivo acrescentou que a companhia pretende ampliar a capacidade de armazenagem de trigo nos silos de Fortaleza e Salvador. "Com o aumento da capacidade de armazenagem, a companhia vai poder trabalhar melhor o estoque, aproveitando momentos de baixa nos preços do trigo", afirmou.

 

A expectativa do presidente da J. Macedo é realizar a maioria dos investimentos neste ano, e investir "alguns milhões" em ajustes na primeira metade de 2018.

 

Em 2016, a companhia registrou uma queda de 20,7% no lucro líquido, para R$ 69,3 milhões. O recuo deveu­se ao aumento nas despesas financeiras líquidas relacionadas a derivativos. O resultado financeiro foi negativo em R$ 46,5 milhões em 2016, ante R$ 400 mil em 2015. No ano, a receita líquida da companhia cresceu 12,4%, para R$ 1,65 bilhão. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) cresceu 13,1%, para R$ 157,7 milhões.

 

O desempenho ficou acima da média do mercado. De acordo com dados da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi), o setor cresceu 4,3% em receita no ano passado, chegando a R$ 38,86 bilhões.

 

Lissoni considerou positivo o crescimento de dois dígitos na receita e no Ebitda da companhia. Ele ponderou que, devido à crise econômica no país, os consumidores optaram por trocar marcas de produtos de preços mais altos por outros mais baratos. "O que tentamos fazer foi ajustar melhor a oferta de produtos e marcas. Em mercados onde caiu muito a procura por marcas de valor mais alto, como Dona Benta, reforçamos a oferta de marcas de combate, como Brandini e Boa Sorte", disse.

 

Lissoni disse que não vê ainda sinais de melhora no cenário de consumo no Brasil, mas que a companhia vai investir na ampliação de linhas de misturas para consumidores e de farinhas especiais para consumidores e fabricantes do setor de panificação. Entre as novidades para o consumidor que chegam ao varejo em breve estão misturas para preparação de cookies, bolo floresta negra e brownies.

 

A J. Macedo também vai reformular as embalagens da marca Petybon e desenvolver novas linhas de massas secas. Futuramente, a companhia estuda entrar no mercado de biscoitos prontos. "Vamos testar primeiro este mercado com a mistura para fazer em casa", disse Lissoni.(Fonte: Jornal Valor Econômico) 

 


ONDE ESTAMOS

Rua Levindo Lopes, 357 - 6º andar - Funcionários Belo Horizonte - MG

EMAIL

amis@amis.org.br

LIGUE

(31) 2122-0500
Facebook Twitter Youtube



© Copyright 2013 - AMIS - Associação Mineira de Supermercados. Todos os direitos reservados.